Os segredos da guarda do Vinho

Para preservar o vinho antes de consumí-lo, é necessário ficar atento a diversas condições de armazenamento. O ambiente deverá estar o mais próximo possível das seguintes situações físicas: 

  •   A temperatura deverá estar preferencialmente entre 13º a 15ºC. Uma adega climatizada ou um cômodo inteiro climatizado é o local mais adequado para armazenar vinhos. Mas como nem sempre isso é possível, pode-se ainda mantê-lo em temperatura ambiente, mas procure locais afastados de incidência de calor solar ou de outras fontes de calor. É de vital importância que a temperatura não sofra bruscas variações.
  • Ausência de vibrações. As vibrações pertubam o envelhecimento de vinhos de guarda. 
  • Manter as garrafas em posição horizontal, mantendo o vinho em contato com a rolha. Este procedimento evita que a rolha resseque, o que pode causar a oxidação do vinho. 
  • A umidade ideal deve estar entre 60 a 80%. Dentro dessa faixa de umidade, as rolhas e rótulos se conservam melhor. 
  • Escuridão absoluta, evitando a deterioração do vinho e melhorando o envelhecimento. 
  • A ventilação deve ser adequada, evitando assim a formação de mofos ou fungos que podem atacar o rótulo e a rolha. 
  • Nunca deixar as garrafas de vinho em caixas de papelão.
Nunca guarde um vinho na geladeira, pois a umidade é muito baixa e pode causar deterioração da rolha. 

Além disso, é necessário prestar atenção no momento da compra do vinho. Verifique se o vendedor ou importador, armazena os vinhos de forma correta, obedecendo os critérios acima descritos. Evite vinhos brancos de safras antigas, pois estes tipos de vinho, geralmente devem ser bebidos ainda jovem. 

 
 
 
 
Armazenando o vinho após aberto

Uma grande dúvida é saber o que fazer com o vinho que não foi bebido e que sobrou na garrafa. Após aberto, o vinho, em contato com o oxigênio, desencadeia uma série de reações químicas e em algumas horas após a abertura da garrafa, ele já começa a apresentar sinais de oxidação, começando a ficar "avinagrado".  

Para evitar esta deterioração, o ideal é que uma vez aberta a garrafa, todo o vinho seja consumido.  

Existe ainda a possibilidade de guardar o vinho, utilizando rolhas especiais dotadas de uma válvula e uma bomba para sugar o ar de dentro da garrafa, reproduzindo um ambiente de vácuo para o vinho. Essa bombas são conhecidas como "Wine Air-Vac" ou então como rolhas "Stoppers" e estão a venda em diversas casas especializadas. 

Além da utilização da rolha a vácuo, é indispensável guardar o vinho na geladeira. 

Mesmo assim, essas rolhas especiais, não garantem a integridade do vinho por muito tempo, porque a vedação não é absoluta. O ideal é consumir este vinho em um período que não ultrapasse 7 dias. 

Outra forma de evitar desperdício, é comprando garrafas de vinho pequenas (conhecidas como "meia garrafa").  
 

Armazenando o espumante após aberto

Apesar de existir no mercado uma rolha do tipo "coroa" para fechar garrafa de espumante, uma vez aberto, deve ser consumido por completo. Os vinhos espumantes, perdem rapidamente a efervescência. Se o consumo nào for grande, dê preferência a garrafas de 187ml conhecidas como "garrafas baby".