SegredosDoVinho

Diamantes do Vinho

O Bitartarato de Potássio (fórmula química KC4H5O6) é a junção por precipitação do ácido tartárico e o potássio, ambos presentes naturalmente nos vinhos (brancos e/ou tintos). Normalmente despontam espontaneamente na garrafa ou na sua rolha quando é armazenada ou submetida a temperaturas mais baixas como numa adega climatizada. Não é um defeito, pelo contrário, considerado uma qualidade, também é produzido e vendido como “cremor de tártaro”. É sempre agradável e curioso encontrar esses “diamantes” em uma garrafa de vinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *